FANDOM


Guia Rápido do
Caern de Skansen
Caern de Skansen
Elderes
Giallarhorn
Martelo-Branco
Reginleif
Athros
Brunhilde
Corneta de Odin - Líder do Septo
Einherjar
Adrens
Estrondo-da-Batalha
Grilhão-de-Guerra
Lança-de-Batalha
Runa-da-Vitória
Fosterns
Deidade-Guerreira
Sagas-de-Asgard
Lua de Sif
Cliaths
Novo-Aesir
Sigurd
Matilhas do Septo
Sociedade Garou
Caern do Vento Frio
Caerns Conhecidos
Kin Folks
Matilhas
Werewolfs
Calendários
Ano de 2010
Ano de 2011
Ano de 2012
Administração da Wiki
Mudanças Recentes
Novas Páginas
Edit

Novo Aesir

Nome: Ahl Forsberg

Cargo:

Tribo: Get of Fenris

Auspício: Galliard

Nascimento: Homid

Posto: Cliath

Totem Pessoal: Quimera


Forsberg é um garou estranho. De linhagem pouco vista e comparável nos dias de hoje, ele veio, na verdade, do Caern do Rei Viking, havendo nascido de uma das linhagens locais, aparentado com Drakkar-Negro, mas demonstrou pouco interesse nas políticas de sua tribo.

Logo em seguida de sua Primeira Mudança, ocasionada por um acidente envolvendo uma avalanche, enquanto verificava alguns esquiadores perdidos no mau tempo, ele desceu da montanha sendo acompanhado por uma estranho raio de luz descendo dos céus, abrindo caminho entre as pesadas nuvens, iluminando o agora crinos de tal forma que o próprio Sabedoria-do-Olho-de-Odin se impressionou. Ao ver o cliath, declarou-o como 'Novo Aesir', afilhado da luz que descia do céu -- e, na verdade, afilhado de Quimera, um estranho totem para um Fenrir.

O galliard logo sentiu a vontade de partir, mesmo antes que certos treinamentos fossem completados. Recebeu a autorização para deixar o caern e vagou por alguns dos caerns de sua tribo: das Sete Montanhas, Leão do Norte, Punho de Sangue e, até agora, o de Skansen.

Muitas canções ele aprendeu, assim como da vida de alguns garous. Mas nunca se envolveu completamente, embora tenha feito sua parte colaborando com os caerns que visitou, fosse patrulhando, ou entrando em combate diretamente contra as forças da Wyrm.

Ele não sabe exatamente o que ainda lhe impulsiona, mas não raramente seu próprio totem - quem ele menos entende - parece querer isto. Os líderes costumam não gostar desta aparente falta de compromisso, mas os theurges sempre parecem lhe compreender melhor do que o resto de seus irmãos, e são de peso na hora de ajudar a liberá-lo.

Durante sua breve estadia no Caern do Punho de Sangue, conheceu outro cliath, o theurge Urro-de-Fenris, que tem uma longa memória ancestral, e linhagem par com a dele. Ambos tiveram pouco contato, pois conversas sobre ancestralidade pareciam incomodar bastante o theurge, e só mais tarde que Forsberg foi saber sobre o avô do outro. Mas seus caminhos logo se separaram, com Urro-de-Fenris indo se estabelecer definitivamente no Caern do Vento Frio e ele indo para Skansen.

Novo-Aesir não é um guerreiro excepcional, mas é bastante capaz de se virar se preciso for. Tem uma serenidade que chama a atenção de todos, e isto é confundido frequentemente com covardia. Mas é fato que esta serenidade parece ter uma luz própria, como quando ele desceu pela primeira vez daquela montanha.

Apesar de ter já alguns anos desde que isto aconteceu, ele continua como cliath, face sua constante migração lhe custar alguns pontos de Honra. Mas ele sabe, dentro de si, que ele está em um caminho próprio que ele deve seguir.

Constantemente se vê levado a decifrar enigmas de outrora, ou a descobrir detalhes ocultos de algum mito nórdico, novas versões de lendas, etc. e tal. Os theurges que disto percebem compreendem a sabedoria do velho Mestre de Ritos do Caern de Odin, ao lhe dar tal nome de Tribo.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.